José António Ramos Sucre — um dos mais extraordinários poetas da literatura latino-americana — nasceu em Cumaná [Venezuela], em 1890. A sua vida é tão intensa e improvável quanto a sua obra, na qual se imprimiu um imaginário onírico, hermético e profundamente impressivo. Ramos Sucre suicidou-se em Genebra [Suíça], em 1930.
Em 2018, a Cosmorama publicará uma antologia da sua poesia: «Insónia» — com introdução de José Rui Teixeira e tradução para português de Jorge Melícias.

José Antonio Ramos Sucre