Entre os dias 2 e 5 de julho, a Cátedra Poesia e Transcendência organizou — no Centro Regional do Porto da Universidade Católica — o Colóquio Internacional Poesia e Transcendência: NASCIDAS DO SANGUE DAS PALAVRAS, sobre vozes e universos poéticos femininos. Durante os quatro dias foram apresentadas quinze conferências ou comunicações, que se abeiraram do diálogo entre poesia e transcendência na vida e na obra de mulheres poetas como Judith Teixeira, Sophia de Mello Breyner Andresen, Fiama Hasse Pais Brandão, Luiza Neto Jorge, a italiana Cristina Campo, a uruguaia Marosa di Giorgio, a americana Sylvia Plath, entre tantas outras.
A abertura do Colóquio coube a Isabel Braga da Cruz [presidente do Centro Regional do Porto da UCP] e a José Rui Teixeira [diretor da Cátedra Poesia e Transcendência]. Entre as conferências de Luís Adriano Carlos e de María Negroni [Argentina], foram apresentadas doze comunicações: Ana Paixão, José Rui Teixeira, Pedro Sena-Lino, Eleonor Castilho, Miriam Reyes [Espanha], Daniela Camacho [México], Martinho Soares, José Tolentino Mendonça, Hélder Moreira, José Pedro Angélico, Fernando de Castro Branco, Jorge Teixeira e Henrique Manuel Pereira. Coube ao Bispo do Porto, D. António Francisco dos Santos, o encerramento do Colóquio.
Durante estes dias, foram apresentados cinco livros com a chancela da Cosmorama Edições: «Arte e Fuga» de María Negroni, «Espelho negro» de Miriam Reyes e «Experiência Butoh» de Daniela Camacho [os três traduzidos por Jorge Melícias, em edição bilingue], «Razão poética» de Carlos Alberto Braga e «Carta a mim mesmo» e «Desde Portugal», ambos de Fernando de Castro Branco.

Fotografias: José Tolentino Mendonça e María Negroni [Centro Regional do Porto da UCP, Edifício Américo Amorim, 4 de julho].