Não há livros que correspondam à sua pesquisa.

Diáspora | José Rui Teixeira

Esta é a 4.ª edição de «Diáspora», livro em que se reimprimem os poemas de «Ataúde» [2007-2008], «Oráculo» [2005-2006], «O fogo e outros utensílios da luz» [2004-2005] e «Para morrer» [2003-2004]. A estes poemas junta-se um texto de 2006: «Zerbino», com a tradução para espanhol Miriam Reyes. Introdução de Valter Hugo Mãe ["A memória de Deus"] e posfácio de Fernando de Castro Branco ["Diáspora: um percurso imaterial"]. José Rui Teixeira nasceu no Porto, em 1974. Estudou Teologia, Filosofia e Literatura. Dirige a Cátedra Poesia e Transcendência na Universidade Católica Portuguesa [Porto]. É professor e diretor pedagógico do Colégio Luso-Francês [Porto].

Preço : 13 €

Arte e Fuga | María Negroni

«Arte e Fuga» é o primeiro livro de María Negroni publicado em Portugal, em edição bilingue e com tradução de Jorge Melícias. María Negroni [Argentina] publicou, entre outros livros de poesia: «La jaula bajo el trapo», «El viaje de la noche», «Arte y Fuga», «La Boca del Infierno», «Cantar la nada», «Elegía Joseph Cornell», «Interludio en Berlín» e «Exilium». Entre outros, publicou os ensaios: «Ciudad Gótica», «Museo Negro» e «El arte del error». Obteve as seguintes bolsas e distinções: Guggenheim, Fundación Octavio Paz, New York Foundation for the Arts, Civitella Ranieri, Premio Internacional de Ensayo Siglo XXI e Premio Konex Platino de Poesía 2014. A sua obra está traduzida em inglês, francês, italiano, sueco e, agora, em português. Dirige a disciplina de Escrita Criativa na Universidad Nacional de Tres de Febrero, em Buenos Aires.

Preço : 13 €

Experiência Butoh | Daniela Camacho

«Experiência Butoh» é o primeiro livro de Daniela Camacho publicado em Portugal, em edição bilingue e com tradução de Jorge Melícias. Daniela Camacho nasceu no México, em 1980. Publicou: «En la punta de la lengua», «Plegarias para insomnes», «[imperia]», o livro de palíndromos «Aire sería» e o livro-objeto «Pasaporte» [em edição trilingue, juntamente com Natalia Litvinova e Beatriz Paz]. Em colaboração com o criador audiovisual Christian Becerra, publicou «Carcinoma» e «Híkuri». Nos últimos anos residiu em Tóquio, Lausanne e Cairo, tendo recentemente regressado ao México.

Preço : 14 €

Espelho negro | Miriam Reyes

A Cosmorama apresenta, em edição bilingue, o primeiro livro de Miriam Reyes: «Espelho negro», com tradução de Jorge Melícias. Miriam Reyes nasceu em Ourense, em 1974. Aos oitos anos emigrou com os seus pais para Caracas. Estudou Letras na Universidad Central de Venezuela e Filología Hispánica na Universitat de Barcelona. Publicou os livros de poesia: «Espejo negro» [DVD, 2001], «Bella durmiente» [Hiperión, 2004], «Desalojos» [Hiperión, 2008], «Haz lo que te digo» [Bartleby, 2015] e «Prensado en frío» [Malasangre, 2016]. Foi publicada na Argentina uma antologia da sua poesia: «Yo, interior, cuerpo (antología poética)» [Festival Internacional de Poesía de Córdoba, 2013]. Miriam Reyes organizou e traduziu para espanhol a antologia de poesia galega «Punto de ebullición» [FCE, 2015].

Preço : 12 €

A margem de um livro | Rui Nunes

Este é o mais recente livro de Rui Nunes, autor que nasceu em Lisboa, em 1945. Licenciou-se em Filosofia na Universidade de Lisboa. É autor de uma obra impressiva, em permanente processo de ruptura e com uma profunda liberdade em relação aos reducionismos inerentes à compartimentação das categorias, dos géneros e das escolas literárias. Em mais de vinte livros, desde a década de 60, Rui Nunes imprime uma poesia densa e áspera que assoma filosoficamente numa ficção que sacrifica a tessitura da narrativa tradicional à acuidade de um olhar primitivo. E essa não é a receita para um autor canónico… é o caminho invariavelmente solitário de um autor singular.

Preço : 10 €

Constelações no azul magoado | Joaquim de Araújo

Joaquim de Araújo nasceu em Penafiel, no dia 16 de julho de 1858. Morreu na Casa de Saúde do Telhal, no dia 11 de maio de 1917. Apesar de ser lamentavelmente pouco reconhecido, foi uma das mais importantes figuras da história da cultura portuguesa, não apenas da segunda metade do século XIX: o poeta, o bibliófilo, o arqueólogo cultural e o editor. Todo o seu trabalho literário e cultural é pautado pela excelência e o seu contributo como embaixador da cultura portuguesa é incomparável. No contexto do centenário da sua morte, a Cosmorama reúne em «Constelações no azul magoado» três livros de poesia de Joaquim de Araújo: «Lira Íntima» [1881], «Ocidentais» [1888] e «Flores da Noite» [1894]. Edição organizada por Jorge Teixeira, José Marques e José Rui Teixeira, que resulta de uma parceria entre a Cosmorama e a Cátedra Poesia e Transcendência, da Universidade Católica Portuguesa, e tem o apoio da Junta de Freguesia de Penafiel.

Preço : 18 €

Mulheres de Húmus | Nuno Júdice

«Mulheres de Húmus» é um pequeno texto de Nuno Júdice, publicado no contexto do Colóquio Internacional em Homenagem a Raul Brandão nos 150 anos do seu nascimento e no centenário de «Húmus», promovido pela Cátedra Poesia e Transcendência e pela Faculdade de Teologia da Universidade Católica Portuguesa, no Porto, nos dias 15 e 16 de março de 2017. Nuno Júdice nasceu em 1949; formou-se em Filologia Românica pela Universidade Clássica de Lisboa e foi, até 2015, professor associado da Universidade Nova de Lisboa, onde se doutorou em 1989, com uma tese sobre Literatura Medieval. Entre 1997 e 2004 desempenhou as funções de Conselheiro Cultural e Director do Instituto Camões em Paris. Tem obra publicada no campo do ensaio, da ficção e da poesia, tendo recebido alguns dos mais importantes prémios de ficção e poesia tanto em Portugal como no estrangeiro. Dirige, desde 2009, a revista Colóquio-Letras da Fundação Calouste Gulbenkian.

Preço : 8 €

Poesia [1926-1929] | António Pedro

António Pedro nasceu na cidade da Praia [Cabo Verde], em 1909, e morreu em Moledo do Minho, em 1966. A Cosmorama reúne nesta edição a poesia dos seus cinco primeiros livros, dispersos e inéditos da década de 20 do século passado. Aqui fica documentado esse esquecido e subestimado património poético do qual António Pedro se foi esteticamente distanciando, mas que nunca renegou e sem o qual dificilmente poderemos compreender o fundo sensível e desassossegado da sua condição de esteta. Edição de Jorge Teixeira e José Rui Teixeira, que resulta de uma parceria entre a Cosmorama e a Cátedra Poesia e Transcendência, da Universidade Católica Portuguesa.

Preço : 18 €

Razão poética | Carlos Alberto Braga

Carlos Alberto Braga nasceu em 1959. É licenciado em Economia pela Faculdade de Economia da Universidade do Porto. Publicou «As Margens do Murmúrio» [Edições Afrontamento, 1987], «Deriva Litoral» [Edições Limiar, 1989], «As Imperecíveis Águas» [Edições Limiar, 1996] e «O Percurso da Luz» [Cosmorama Edições, 2006]. Em 2016, reuniu estes quatro livros e o inédito «Matriz do Tempo» neste volume: «Razão Poética [poesia 1987-2016]». Introdução de António Cândido Franco: "Carlos Alberto Braga – Os sinais do segredo".

Preço : 17 €

Carta a mim mesmo | Fernando de Castro Branco

«Carta a mim mesmo» reúne a poesia que Fernando de Castro Branco escreveu entre 2011 e 2014: «Carta a mim mesmo», «Conheço o mal» e «Ao sol de Galileu». Fernando de Castro Branco [Duas Igrejas, 1959] publicou vários livros de poesia na Cosmorama, entre os quais se destacam: «Plantas Hidropónicas» [2008], «A Carvão» [2009] e «Assinatura Irreconhecível» [2011]. Em 2016, juntamente com «Carta a mim mesmo», publicou «Desde Portugal». Fernando de Castro Branco é doutorado em Literatura Portuguesa Moderna e Contemporânea pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto. Introdução de Luís Adriano Carlos: "Apoptoses".

Preço : 15 €

Desde Portugal | Fernando de Castro Branco

«Desde Portugal» é o mais recente livro de Fernando de Castro Branco, autor que publicou vários livros de poesia na Cosmorama: «Plantas Hidropónicas» [2008], «A Caminho de Avoriaz» [2011] e «Assinatura Irreconhecível» [2011]. Em 2009, reuniu a sua poesia em «A Carvão». Em 2016, juntamente com «Desde Portugal», publicou «Carta a mim mesmo», com poemas escritos entre 2011 e 2014. Introdução de José Rui Teixeira: "Entre o movimento conciso do último passo e magnífica treva de existir a sós. O último livro de Fernando de Castro Branco".

Preço : 10 €

Hybris | Jorge Melícias

Depois de ter reunido a sua poesia em «alvídrio» [2014], Jorge Melícias redefiniu o seu corpus poético em 2015, com a publicação de «hybris», tendo preterido três livros – «iniciação ao remorso» [1998], «a luz nos pulmões» [2000] e «o dom circunscrito» [2003] – e apresentando dois inéditos: «profligação» [2014] e «edacitas» [2015]. Posfácio de Ruy Ventura: "Violência, libertação e escatologia (uma leitura da obra de Jorge Melícias)". Em 2015 e 2016, Jorge Melícias traduziu obras poéticas de Hugo Mujica, José Antonio Ramos Sucre, Martín López-Vega e María Negroni.

Preço : 15 €

Margens | Hugo Mujica

«Margens» é uma antologia da poesia de Hugo Mujica, a primeira publicação em Portugal do poeta argentino, que nasceu em Buenos Aires, em 1942. Hugo Mujica estudou Belas-Artes, Filosofia, Antropologia Filosófica e Teologia. Esta multiplicidade de saberes perpassa uma obra que abarca a filosofia, a antropologia, a narrativa, a mística, a poesia e a indagação estética. A sua «Poesía Completa», que reúne os dez livros publicados entre 1983 e 2011, foi recolhida em «Del crear y lo creado», três volumes que incluem poesia, narrativa e ensaística. A sua obra poética foi traduzida, antologiada e publicada em quinze países. Tradução de Jorge Melícias.

Preço : 15 €

Alvídrio | Jorge Melícias

Jorge Melícias nasceu em 1970. Escreveu um livro que permanece inédito: «aqueles que incendeiam os telhados» [1994/96]; rescreveu e reeditou [em 2004] «iniciação ao remorso» [1998], livro que reimprimiu em «disrupção», juntamente com «a luz nos pulmões» [2000], «o dom circunscrito» [2003], «incubus» [2004], «a longa blasfémia» [2006] e o inédito «agma» [2008]. Em 2013, depois da edição de «excídio» [antologia publicada no Brasil], Jorge Melícias reuniu a sua poesia em «alvídrio», acrescida do inédito «felonia» e com o posfácio de José Rui Teixeira: "Onde a resiliência da pedra toca a exacção da fractura. Leituras da poesia de Jorge Melícias". Traduziu para português obras de autores como Baudelaire, Ramos Sucre, Lautréamont, Saint-John Perse, Antonio Gamoneda, Miriam Reyes e Leopoldo María Panero.

Preço : Indisponível

Saudade Minha [poesias escolhidas] | Guilherme de Faria

«Saudade Minha (poesias escolhidas)» reúne cem poemas de Guilherme de Faria, poeta português que nasceu em Guimarães, em 1907, e suicidou-se na Boca do Inferno [Cascais], em 1929, com apenas 21 anos. Publicou «Poemas» [1922], «Mais Poemas» [1922], «Sombra» [1924], «Saudade Minha» [1926], «Destino» [1927], «Manhã de Nevoeiro» [1927] e, postumamente, «Desencanto» [1929]. Também póstuma, em 1929, foi publicada esta antologia que a Cosmorama reeditou, com um prefácio de José Rui Teixeira: "Saudade Minha (poesias escolhidas): o livro definitivo de Guilherme de Faria".

Preço : 18 €