Não há livros que correspondam à sua pesquisa.

Mulheres de Húmus

«Mulheres de Húmus» é um pequeno texto de Nuno Júdice, publicado no contexto do Colóquio Internacional em Homenagem a Raul Brandão nos 150 anos do seu nascimento e no centenário de «Húmus», promovido pela Cátedra Poesia e Transcendência e pela Faculdade de Teologia da Universidade Católica Portuguesa, no Porto, nos dias 15 e 16 de março de 2017. Nuno Júdice nasceu em 1949; formou-se em Filologia Românica pela Universidade Clássica de Lisboa e foi, até 2015, professor associado da Universidade Nova de Lisboa, onde se doutorou em 1989, com uma tese sobre Literatura Medieval. Entre 1997 e 2004 desempenhou as funções de Conselheiro Cultural e Director do Instituto Camões em Paris. Tem obra publicada no campo do ensaio, da ficção e da poesia, tendo recebido alguns dos mais importantes prémios de ficção e poesia tanto em Portugal como no estrangeiro. Dirige, desde 2009, a revista «Colóquio-Letras» da Fundação Calouste Gulbenkian.

Preço : 6 €

Poesia [1926-1929] | António Pedro

António Pedro nasceu na cidade da Praia [Cabo Verde], em 1909, e morreu em Moledo do Minho, em 1966. A Cosmorama reúne nesta edição a poesia dos seus cinco primeiros livros, dispersos e inéditos da década de 20 do século passado. Aqui fica documentado esse esquecido e subestimado património poético do qual António Pedro se foi esteticamente distanciando, mas que nunca renegou e sem o qual dificilmente poderemos compreender o fundo sensível e desassossegado da sua condição de esteta. Edição de Jorge Teixeira e José Rui Teixeira. Posfácio de José Rui Teixeira: «António Pedro. Em mansamente dolorida ausência e uma saudade mansíssima: os primeiros 20 anos e a poesia dos anos 20.»

Preço : 15 €

Razão poética | Carlos Alberto Braga

Carlos Alberto Braga nasceu em 1959. É licenciado em Economia pela Faculdade de Economia da Universidade do Porto. Publicou «As Margens do Murmúrio» [Edições Afrontamento, 1987], «Deriva Litoral» [Edições Limiar, 1989], «As Imperecíveis Águas» [Edições Limiar, 1996] e «O Percurso da Luz» [Cosmorama Edições, 2006]. Em 2016, reuniu estes quatro livros e o inédito «Matriz do Tempo» neste volume: «Razão Poética [poesia 1987-2016]». Introdução de António Cândido Franco: «Carlos Alberto Braga – Os sinais do segredo».

Preço : 16 €

Carta a mim mesmo | Fernando de Castro Branco

«Carta a mim mesmo» reúne a poesia que Fernando de Castro Branco escreveu entre 2011 e 2014: «Carta a mim mesmo», «Conheço o mal» e «Ao sol de Galileu». Fernando de Castro Branco [Duas Igrejas, 1959] publicou vários livros de poesia na Cosmorama, entre os quais se destacam: «Plantas Hidropónicas» [2008], «A Carvão» [2009] e «Assinatura Irreconhecível» [2011]. Em 2016, juntamente com «Carta a mim mesmo», publicou «Desde Portugal». Fernando de Castro Branco é doutorado em Literatura Portuguesa Moderna e Contemporânea pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto. Introdução de Luís Adriano Carlos: «Apoptoses».

Preço : 14 €

Desde Portugal | Fernando de Castro Branco

«Desde Portugal» é o mais recente livro de Fernando de Castro Branco, autor que publicou vários livros de poesia na Cosmorama: «Plantas Hidropónicas» [2008], «A Caminho de Avoriaz» [2011] e «Assinatura Irreconhecível» [2011]. Em 2009, reuniu a sua poesia em «A Carvão». Em 2016, juntamente com «Desde Portugal», publicou «Carta a mim mesmo», com poemas escritos entre 2011 e 2014. Introdução de José Rui Teixeira: «Entre o movimento conciso do último passo e magnífica treva de existir a sós. O último livro de Fernando de Castro Branco».

Preço : 8 €

Hybris | Jorge Melícias

Depois de ter reunido a sua poesia em «alvídrio» [2014], Jorge Melícias redefiniu o seu corpus poético em 2015, com a publicação de «hybris», tendo preterido três livros – «iniciação ao remorso» [1998], «a luz nos pulmões» [2000] e «o dom circunscrito» [2003] – e apresentando dois inéditos: «profligação» [2014] e «edacitas» [2015]. Posfácio de Ruy Ventura: «Violência, libertação e escatologia (uma leitura da obra de Jorge Melícias)». Em 2015 e 2016, Jorge Melícias traduziu obras poéticas de Hugo Mujica, José Antonio Ramos Sucre, Matín López-Vega e María Negroni.

Preço : 14 €

Margens | Hugo Mujica

«Margens» é uma antologia da poesia de Hugo Mujica, a primeira publicação em Portugal do poeta argentino, que nasceu em Buenos Aires, em 1942. Hugo Mujica estudou Belas-Artes, Filosofia, Antropologia Filosófica e Teologia. Esta multiplicidade de saberes perpassa uma obra que abarca a filosofia, a antropologia, a narrativa, a mística, a poesia e a indagação estética. A sua «Poesía Completa», que reúne os dez livros publicados entre 1983 e 2011, foi recolhida em «Del crear y lo creado», três volumes que incluem poesia, narrativa e ensaística. A sua obra poética foi traduzida, antologiada e publicada em quinze países. Tradução de Jorge Melícias.

Preço : 14 €

Alvídrio | Jorge Melícias

Jorge Melícias nasceu em 1970. Escreveu um livro que permanece inédito: «aqueles que incendeiam os telhados» [1994/96]; rescreveu e reeditou [em 2004] «iniciação ao remorso» [1998], livro que reimprimiu em «disrupção», juntamente com «a luz nos pulmões» [2000], «o dom circunscrito» [2003], «incubus» [2004], «a longa blasfémia» [2006] e o inédito «agma» [2008]. Em 2013, depois da edição de «excídio» [antologia publicada no Brasil], Jorge Melícias reuniu a sua poesia em «alvídrio», acrescida do inédito «felonia» e com o posfácio de José Rui Teixeira: «Onde a resiliência da pedra toca a exacção da fractura. Leituras da poesia de Jorge Melícias». Traduziu para português obras de autores como Baudelaire, Lautréamont, Saint-John Perse, Antonio Gamoneda, Miriam Reyes e Leopoldo María Panero.

Preço : Indisponível

Saudade Minha [poesias escolhidas] | Guilherme de Faria

«Saudade Minha (poesias escolhidas)» reúne cem poemas de Guilherme de Faria, poeta português que nasceu em Guimarães, em 1907, e suicidou-se na Boca do Inferno [Cascais], em 1929, com apenas 21 anos. Publicou «Poemas» [1922], «Mais Poemas» [1922], «Sombra» [1924], «Saudade Minha» [1926], «Destino» [1927], «Manhã de Nevoeiro» [1927] e, postumamente, «Desencanto» [1929]. Também póstuma, em 1929, foi publicada esta antologia que a Cosmorama reeditou, com um prefácio de José Rui Teixeira: «Saudade Minha (poesias escolhidas): o livro definitivo de Guilherme de Faria».

Preço : 14 €

Diáspora | José Rui Teixeira

Em «Diáspora» reimprimem-se os poemas de «Oráculo» [2006], «O fogo e outros utensílios da luz» [2005], «Assim na terra» [2005] e «Para morrer» [2004], alguns deles de acordo com as primeiras edições, outros alterados e outros praticamente rescritos. A estes poemas juntam-se os inéditos de «Ataúde» [2008] e, no final, «Zerbino» [2006]. Edição trilingue: traduções de José Pedro Angélico [inglês] e Miriam Reyes [espanhol]. Introdução de Valter Hugo Mãe [«A memória de Deus»] e posfácio de Fernando de Castro Branco [«Diáspora: um percurso imaterial»]. José Rui Teixeira nasceu no Porto, em 1974. Estudou Teologia, Filosofia e Literatura. Dirige a Cátedra Poesia e Transcendência na Universidade Católica Portuguesa [Porto]. É professor e diretor pedagógico do Colégio Luso-Francês [Porto].

Preço : 14 €

Material angústia

«Material angústia» é uma antologia de 33 poemas que, em 2010, assinalou o 10.º aniversário de vida literária de Pedro Sena-Lino [1977], autor de «Constelação dos Antípodas» [2000] e «Biofagia» [2003], entre outros livros de poesia. Posfácio de Ludovic Heyraud.

Preço : 12 €

A Carvão | Fernando de Castro Branco

Em 2009, a Cosmorama reuniu a poesia de Fernando de Castro Branco em «A Carvão». Sete livros: [1.º] «Arte do espaço», [2.º] «Marcas de verões partidos», [3.º] «Plantas hidropónicas», [4.º] «Estrelas mínimas», [5.º] «O nome dos morto», [6.º] «Biografia das sombras» e [7.º] «Alquimia das constelações». Fernando de Castro Branco, depois de reunir a sua poesia neste volume, publicou «A Caminho de Avoriaz» e «Assinatura Irreconhecível» [2011], «Carta a mim mesmo» e «Desde Portugal» [2016].

Preço : 18 €

Folclore íntimo | Valter Hugo Mãe

Em 2008, a Cosmorama reuniu pela primeira vez a obra poética de Valter Hugo Mãe. Em «folclore íntimo» reúnem-se dez livros: [1.º] «a natureza revolucionaria da felicidade», [2.º] «bruno», [3.º] «pornografia erudita», [4.º] «livro de maldições», [5.º] «metamorfose para romeo castellucci», [6.º] «o resto da minha alegria», [7.º] «útero», [8.º] «a cobrição das filhas», [9.º] «três minutos antes de a maré encher» e [10.º] «a remoção das almas». Valter Hugo Mãe é um dos mais reconhecidos autores portugueses contemporâneos, com mais de vinte livros publicados em vinte anos de vida literária. Venceu o Prémio José Saramago [2007] e o Grande Prémio Portugal Telecom de Literatura — Melhor Romance do Ano [2012].

Preço : 18 €

Dominga | Agustina Bessa-Luís

«Dominga» é um extraordinário texto de Agustina Bessa-Luís, sobre a sua estadia em Heidelberg, na casa da poetisa alemã Hilde Domin. Este texto foi traduzido para alemão por Klaus-D. Lieberwirth. Agustina Bessa-Luís nasceu em Vila Meã [Amarante], em 1922. Vive no Porto desde 1950. É uma das mais importantes vozes da ficção portuguesa do século XX. A sua obra encontra-se traduzida em várias línguas, servindo de base para inúmeros estudos e adaptações para cinema e televisão. Entre muitos outros, foi-lhe atribuído o Prémio Camões, em 2004.

Preço : 8 €

Estende a mão ao milagre | Hilde Domin

«Estende a mão ao milagre» é uma antologia da poesia de Hilde Domin, importante poetisa alemã que nasceu em Colónia, em 1909. Estudou Direito, Filosofia e Ciências Políticas, tendo-se doutorado em História Política da Renascença, em 1935, em Florença. Professora, tradutora e fotógrafa, Hilde Domin viveu na República Dominicana até 1961, ano em que regressou à Alemanha, a Heidelberg, cidade em que morreu no inverno de 2006. Antologia organizada e traduzida por Maria José Peixoto Lieberwirth. Introdução de Agustina Bessa-Luís. No final é impresso um texto autobiográfico de Hilde Domin [«Entre acrobatas e pássaros»] e uma recensão de Marcel Reich-Ranicki [«Fora de toda a regra»].

Preço : 10 €