Daniela Camacho nasceu no México, em 1980. Publicou: «En la punta de la lengua», «Plegarias para insomnes», «[imperia]», o livro de palíndromos «Aire sería» e o livro-objeto «Pasaporte» [em edição trilingue, juntamente com Natalia Litvinova e Beatriz Paz]. Em colaboração com o criador audiovisual Christian Becerra, publicou «Carcinoma» e «Híkuri». Nos últimos anos residiu em Tóquio, Lausanne e Cairo, tendo recentemente regressado ao México.
Em julho de 2017 esteve no Porto, no contexto do Colóquio Internacional Poesia e Transcendência: “Nascidas do sangue das palavras” [vozes e universos poéticos femininos], na Universidade Católica. Apresentou então, em edição bilingue, com a chancela da Cosmorama, Experiências Butoh, com tradução para português de Jorge Melícias.