Agustina Bessa-Luís

A Cosmorama publicou em 2006 [e, depois, em 2008] ‘Dominga’, conto em que Agustina Bessa-Luís reflete sobre a sua estadia na casa da poetisa alemã Hilde Domin [1909-2006], em Heildelberg. Em 2020, na biblioteca Memorial, este conto será reeditado, integrado na antologia da poesia de Hilde Domin: ‘Estende a mão ao milagre’.


António Hartwich Nunes

Em 2019, na biblioteca Memorial, será publicado ‘O Livro de Ónio’, a poesia inédita de António Hartwich Nunes [1905-1966], irmão mais novo do artista Emmerico Nunes e amigo do poeta Guilherme de Faria.


António Pedro

| Poesia [1926-1929] [2016]

Em 2020, a Cosmorama reeditará — na biblioteca Memorial — a poesia de António Pedro [1909-1966] publicada entre 1926 e 1929, e promoverá a organização de outros dois volumes com a sua restante obra poética.


Carlos Alberto Braga

| Razão poética [poesia reunida 1987-2016] [2016]

Em 2019 será reeditada, na biblioteca Equinócios, a poesia reunida de Carlos Alberto Braga. Um novo livro de inéditos será publicado em 2020: ‘A voz das coisas’.


Daniela Camacho

| Experiência Butoh [2017] | Edição bilingue, tradução para português de Jorge Melícias.


Fernando de Castro Branco

| Carta a mim mesmo [2016]
| Desde Portugal [2016]
| Adolfo Casais Monteiro e a doutrina estética da ‘Presença’ [2016]

Estes dois livros de Fernando de Castro Branco serão reeditados em 2020, na biblioteca Equinócios.


Eduardo Quina

| Maligno [2018]

Em 2020, Eduardo Quina reunirá a sua poesia na biblioteca Equinócios.


Guilherme de Faria

| Saudade Minha [poesias escolhidas] [2013]

Depois de ter publicado em 2007 a antologia da poesia de Guilherme de Faria [1907-1929] [reimpressa em 2008], a Cosmorama reeditou este livro e 2013 e prepara uma nova reedição em 2020, na biblioteca Memorial, juntamente com outros documentos de Guilherme de Faria.
| www.guilhermedefaria.com


Henrique Manuel Pereira

| Guerra Junqueiro: fragmentos de unidade polifónica [2015]


Hilde Domin

A Cosmorama reeditará em 2020, na biblioteca Memorial, a antologia da poetisa alemã Hilde Domin: ‘Estende a mão ao milagre’, seguida do conto ‘Dominga’, de Agustina Bessa-Luís. Edição bilingue, tradução para português de Maria José Peixoto Lieberwirth.


Hugo Mujica

| Margens [2015]

Em 2015, a Cosmorama publicou a primeira tradução para português do poeta argentino Hugo Mujica. Em 2020, na biblioteca Equinócios, a antologia ‘Margens’ será reeditada, em edição bilingue, com tradução para português de Jorge Melícias.


Joaquim de Araújo

| Constelações no azul magoado [2017]


Joaquim da Silva Teixeira

| A experiência mística na obra de Dalila Pereira da Costa [2013]


Jorge Teixeira

A Cosmorama publicará em 2019, na biblioteca Equinócios, o primeiro livro de poesia de Jorge Teixeira: Abandono.


Jorge Melícias

| Hybris [2015]

Depois da edição de ‘Hybris’, em 2015, em 2020 a Cosmorama publicará ‘Uma entoação sobre o fogo’ na biblioteca Equinócios, onde se reunirão quatro livros de Jorge Melícias: o inédito ‘Aqueles que incendeiam os telhados’, ‘Iniciação ao remorso’, ‘A luz nos pulmões’ e ‘O dom circunscrito’.


José Acácio Castro

| Antropologia e estética no pensamento português [1850-1960] [2016]


José Bruges d’Oliveira

É o livro ‘Memorial’, publicado em 1950 por José Bruges d’Oliveira [1899-1952], que inspira a biblioteca Memorial. Em 2019, no contexto da celebração do 120.º aniversário do seu nascimento, a Cosmorama publicará ‘Memorial’, o último livro de José Bruges d’Oliveira, seguido das cartas que lhe escreveu Cecília Meireles.


José Félix Duque

| O fuso e a trama. Santa Beatriz da Silva e a fundação da Ordem da Imaculada Conceição [séculos XV e XVI] [2013]


José Pedro Angélico

A Cosmorama publicará em 2019, na biblioteca Equinócios, o primeiro livro de poesia de José Pedro Angélico: Véspera.


José Rui Teixeira

| Vida e obra de Guilherme de Faria. Os versos de luz por escrever [2013]
| Diáspora [2017]
| Acerca do desterro. Hermenêutica literária e arqueologia cultural [2018]

Em 2019, o ensaio de José Rui Teixeira: ‘Vestigia Dei. Sobre a possibilidade de uma leitura teotopológica da literatura portuguesa’, inaugurará a biblioteca Teotopias, destinada a ensaios no âmbito da teoliterária.
| www.joseruiteixeira.com


Leonel Oliveira

| Duma só coisa quis saber [2013]

Este livro, do presbítero Leonel Oliveira [1934-2015] será reeditado na biblioteca Istmo. Em dois volumes, serão reunidos os artigos de ‘Actos e Actas’, a colaboração regular que Leonel Oliveira manteve, entre 1985 e 2007, no semanário diocesano Voz Portucalense.
| www.leoneloliveira.org


María Negroni

| Arte e fuga [2017] | Edição bilingue, com tradução para português de Jorge Melícias.


Martín López-Vega

Em 2019, o livro A eterna qualquercoisa, do poeta espanhol Martín López-Vega, inaugurará a biblioteca Equinócios. Edição bilingue, tradução para português de Jorge Melícias.


Miriam Reyes

| Espelho negro [2017] | Edição bilingue, tradução para português de Jorge Melícias.

Depois de ter publicado ‘Espelho negro’ em 2017, a Cosmorama reunirá num só volume, na biblioteca Equinócios, os três primeiros livros da poetisa espanhola Miriam Reyes: ‘Espejo negro’, ‘Bella durmiente’ e ‘Desalojos’. Edição bilingue, traduções para português de Jorge Melícias e Pedro Sena-Lino.
| www.miriamreyes.com


Nuno Júdice

| Mulheres de Húmus [2017]


Rodrigo Garcia Lopes

Em 2020, na biblioteca Equinócios, será publicada uma antologia do poeta brasileiro Rodrigo Garcia Lopes: ‘Sexteto [poemas selecionados 1983-2015]’.


Rui Nunes

| A margem de um livro [2017]


Sérgio Ribeiro Pinto

| Servidores de Deus e funcionários de César. O clero paroquial da Monarquia à República [1882-1917] [2017]


Valter Hugo Mãe

A Cosmorama reeditará em 2020, na biblioteca Equinócios, num volume, dois livros de Valter Hugo Mãe: ‘A cobrição das filhas’ e ‘Útero’.